Slide 1

Atualizações Recentes

Nuredam/UERJ

Busca

A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | P | Q | R | S | T | U | V | Z | Referências

Bacia hidrográfica - assumida como sistema constituído de diferentes unidades ambientais, em estágios diversos de conservação e de degradação, e como espaço de estudo e de intervenção social, a bacia hidrográfica é a área drenada por um determinado curso d’água e seus tributários, delimitada pelos pontos mais altos do relevo, que permite a visão integrada do conjunto formado por elementos dos meios biótico, abiótico, sócio-econômico e institucional, tendo em vista ser a água o elo entre os elementos do ambiente natural e as atividades antrópicas, e a sua qualidade e quantidade o reflexo de como os demais recursos ambientais estão sendo manejados. 

- toda área drenada por um determinado curso d'água e seus tributários, delimitada pelos pontos mais altos do relevo (chamados de divisares de água). Leva geralmente o nome de seu rio principal, o qual recebe as águas de seus afluentes, ou da baía onde desembocam os cursos d'água que a compőem. Ex.: Bacia do Rio Săo Francisco, Bacia do Rio Paraíba do Sul, Bacia do Rio Amazonas etc. (LOUREIRO, 2012)

Barbárie - conceito complexo e de significados variados. Foi desenvolvido por Karl Marx e utilizado por Rosa Luxemburgo, em ensaio de 1916, para designar o caminho bifurcado em que nos encontramos: socialismo ou barbárie - ganhando grande destaque nos movimentos políticos de esquerda desde então. O sentido de seu lema era: ou rumamos para a materialização de uma nova sociedade (socialismo) ou poderemos nos degenerar diante da brutalidade da força bélica e da exploração do trabalho, da opressão, da coisificação e banalização da vida, da efemeridade das relações interpessoais, da descartabilidade do outro (barbárie). (LOUREIRO, 2012)

Biocentrismo - também denominado de antropocentrismo mitigado, ambientalismo moderado ou antropocentrismo alargado, é uma tendência ética no relacionamento ser humano/natureza que propõe intervenções humanas responsáveis sobre o ambiente (JUNGES, 2008, p. 104).

Biocentrismo mitigado – preconiza a tutela moral dos entes (não humanos) dotados de vida, ou seja, o ente teria valor em si mesmo.

Biocentrismo global – preconiza a tutela moral à natureza em si (seus ecossistemas, cadeias alimentares, fluxos migratórios etc). A natureza, nesta ótica, não é objeto, mas sujeito de direitos.

Biodiversidade – é o complexo resultante das variações das espécies da fauna, da flora e dos microorganismos em sua interação com os ecossistemas existentes em determinada região. Para Escobar (1999), além da diversidade biológica, a biodiversidade é considerada território culturalizado no qual se imbricam natureza e sociedade.

Bioma – conjunto de formações vegetais com características e fisionomias próprias, determinadas pela interação de fatores microclimáticos com os fatores geoambientais. O Brasil possui os biomas da Amazônia, da Caatinga, dos Campos Sulinos, da Mata Atlântica, do Cerrado e do Pantanal.

conjunto de formações vegetais com características e fisionomias próprias, determinadas peja interação de fatores macroclimáticos - como precipitação, umidade e temperatura - com fatores geoambientais - como relevo, tipo e composição do solo. Os biomas do Brasil săo: Amazônia, Caatinga, Campos Sulinos, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal. (LOUREIRO, 2012)

Biodiversidade - refere-se a toda a riqueza de espécies da fauna, flora e de mícroorganísmos existentes e suas interações com o meio físico; químico e biológico em que vivem. A diversidade genética também faz parte da biodiversidade, tanto em uma mesma espécie como entre espécies diferentes. O conjunto desses fatores exerce papel fundamental na dinâmica das espécies nos ecossistemas, determinando quais serăo as espécies mais abundantes e as mais raras, aquelas que vivem em ambientes mais restritos e aquelas que estão espalhadas em diferentes ambientes.  (LOUREIRO, 2012)

Biosfera - conjunto das camadas da esfera terrestre onde há vida. É dividida em três partes: litosfera, a “crosta” do planeta; hidrosfera, a parte líquida; e litosfera, o ar que envolve a terra.

Núcleo de Referência em Educação Ambiental

Universidade do Estado do Rio de Janeiro | Campus Maracanã
Rua São Francisco Xavier, 524 | Pavilhão João Lyra Filho
Faculdade de Educação, 12° andar, Bloco F, Sala 12.005
+55 (21) 2334-0824 / 2334-0825 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.