Slide 1

Atualizações Recentes

Nuredam/UERJ

Busca

Divulgações

Será que a Baía de Guanabara voltará a ter condições de balneabilidade algum dia? Será que o Rio de Janeiro perdeu mais uma oportunidade de despoluir a baía, com os preparativos para os Jogos de 2016?

Os brasileiros festejaram quando o Rio de Janeiro foi escolhido como sede dos Jogos Olímpicos, em outubro de 2008. A cidade havia derrotado as candidaturas de Madri, Tóquio e Chicago. Na época, muitas promessas foram feitas quanto a se recuperar a cidade e deixá-la adequada para o evento, que atrai milhares de turistas do mundo.

A promessa mais ambiciosa foi a despoluição da Baía de Guanabara, um dos cartões-postais do Rio, definida como o local das provas de iatismo. Mas, a promessa não se cumpriu. Apesar do sucesso dos dois eventos-teste de iatismo, jornais estrangeiros publicaram denúncias que alertam para o perigo que a água poluída representa para a saúde dos atletas.

Jornalista da agência de notícias Reuters, o americano Bradley Brooks investigou a balneabilidade da baía e denunciou a presença de vírus comuns em esgotos. Os laudos laboratoriais apresentados por Brooks mostram resultados constrangedores, mas os organizadores das Olimpíadas ignoraram as denúncias, apoiaram-se nos testes dos laboratórios oficiais e mantiveram as provas náuticas na baía.

projeto Mangue Vivo começou depois de um vazamento na refinaria Reduc, da Petrobras, que causou o pior acidente ambiental da baia de Guanabara, em 2000. Em 15 anos, o trabalho – coordenado pela bióloga Erian Osório da Silva – conseguiu reflorestar a área e trazer de volta várias espécies de aves e crustáceos que haviam desaparecido. Contudo, Erian confessa não ter uma visão muito otimista em relação ao futuro a da baía.

Manual de Orientação em Educação para Gestão Ambiental foi desenvolvido para um projeto da Rede Labgeo, do Rio de Janeiro, e tem como objetivo informar e refletir sobre alguns comportamentos humanos e suas consequências para o equilíbrio do meio natural. Para isso, o manual aborda seis temas importantes para a compreensão e reflexão do assunto.

São eles: a conservação de espécies da fauna e da flora e sua relação com a qualidade de vida da população, as ligações de fragmentos florestais e a construção de corredores urbanos verdes, recursos hídricos, áreas de risco ambiental, esgotamento sanitário e resíduos sólidos.

Baixar livro

Páginas iniciais...

As Amazônias de Bertha K. Becker (em três volumes) reúne as pesquisas de mais de 40 anos da geógrafa sobre a região. Bertha Becker é uma referência internacional em Geografia Política, principalmente em estudos sobre a Amazônia, que considerava estratégica para o país. Sua obra propõe um novo modelo de desenvolvimento sustentável para a região: “Produzir para preservar.” Assim, chama a atenção para necessidade do desenvolvimento social, econômico e tecnológico integrado, protegendo a natureza, a qualidade de vida da população local e a autonomia do Brasil no mundo global.  

Bertha K. Becker foi Professora Emérita e Livre-docente da Universidade Federal de Rio de Janeiro; também lecionou no Instituto Rio Branco, na Escola Superior de Guerra e em outras instituições brasileiras e estrangeiras. Sua grande contribuição científica serviu de inspiração à elaboração do Plano Nacional de Desenvolvimento da Amazônia (PNDA) em vigor no Brasil.

...........................................

COLECCIÓN ANTOLOGÍAS DEL PENSAMIENTO SOCIAL LATINOAMERICANO Y CARIBEÑO

La colección Antologías del Pensamiento Social Latinoamericano y Caribeño es un emprendimiento editorial de CLACSO destinado a promover el acceso a la obra de algunos de los más destacados autores de las ciencias sociales de América Latina y el Caribe.

En su primera etapa, la colección constará de 50 títulos, entre volúmenes individuales y compilaciones, reuniendo el aporte de más de 350 autores y autoras de diversos campos disciplinarios, países y perspectivas teóricas.

Se trata de una iniciativa editorial sin precedentes por su magnitud y alcance. Todas las obras estarán en acceso abierto y podrán ser descargadas gratuitamente en la Librería Latinoamericana y Caribeña de Ciencias Sociales y en la Biblioteca Virtual de CLACSO, democratizando una producción académica fundamental que, con el paso del tiempo y debido a las limitadas formas de distribución editorial en nuestra región, tiende a ser desconocida o inaccesible, especialmente para los más jóvenes.

Además de su versión digital, la colección Antologías del Pensamiento Social Latinoamericano y Caribeño será publicada también en versión impresa. Como CLACSO siempre lo ha hecho, reconocemos la importancia del libro como uno de los medios fundamentales para la difusión del conocimiento académico. Particularmente, enfatizamos la importancia de que ciertos libros de referencia, como los que constituyen esta colección, formen parte de nuestras bibliotecas universitarias y públicas, ampliando las oportunidades de acceso a la producción académica rigurosa, crítica y comprometida que se ha multiplicado a lo largo del último siglo por todos los países de América Latina y el Caribe.

Poniendo a disposición de todos el principal acervo intelectual del continente, CLACSO amplía su compromiso con la lucha por hacer del conocimiento un bien común, y con la promoción del pensamiento crítico como un aporte para hacer de las nuestras, sociedades más justas y democráticas.

Pablo Gentili
Director de la Colección

 Desde aquí usted puede descargar las Antologías en acceso abierto
www.clacso.org.ar/antologias

 Descargue el Catálogo de la Colección Antologías:
www.clacso.org.ar/difusion/Coleccion_Antologias/Folleto_Coleccion_Antologias.pdf

Núcleo de Referência em Educação Ambiental

Universidade do Estado do Rio de Janeiro | Campus Maracanã
Rua São Francisco Xavier, 524 | Pavilhão João Lyra Filho
Faculdade de Educação, 12° andar, Bloco F, Sala 12.005
+55 (21) 2334-0824 / 2334-0825 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.