Slide 1

Atualizações Recentes

Nuredam/UERJ

Busca

O manguezal da Reserva Biológica de Guaratiba, no Rio de Janeiro, parece estar em migração continente adentro. O movimento é uma resposta à elevação no nível do mar, que pesquisadores do Núcleo de Estudos do Manguezal (Nema), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), atribuem a mudanças globais no clima.

O oceanógrafo Gustavo Duque Estrada, do Nema, foi a campo com a equipe de vídeo de Pesquisa FAPESP para mostrar como o grupo vem monitorando essa floresta costeira desde os anos 1990. Na universidade, o coordenador do grupo, Mário Soares, explica o significado dos resultados de pesquisa para entender os manguezais, suas respostas às mudanças ambientais e sua influência sobre o ambiente, incluindo por meio da capacidade de armazenar carbono. “Áreas que antes eram planícies hipersalinas, lá no início da década de 1990, hoje já são florestas de mangue”, conta.

Leia também a reportagem Rede de proteção.

Fonte: Pesquisa FAPESP

Núcleo de Referência em Educação Ambiental

Universidade do Estado do Rio de Janeiro | Campus Maracanã
Rua São Francisco Xavier, 524 | Pavilhão João Lyra Filho
Faculdade de Educação, 12° andar, Bloco F, Sala 12.005
+55 (21) 2334-0824 / 2334-0825 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.