Slide 1

Atualizações Recentes

Nuredam/UERJ

Busca

Cartas à Mãe Terra

BRANQUINHO, F.T.B.; NOGUEIRA, M.A.L. (org.) Cartas à Mãe Terra. Rio de Janeiro: Mauad X: FAPERJ, 2012.

Estas Cartas à Terra reforçam a fecunda parceria entre o Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e o Programa de Pós-Graduação em  Antropologia da Universidade Federal de Pernambuco, pois abrem caminhos para a troca de experiências e futuras parcerias entre os dois programas, exercício fundamental para o crescimento e a consolidação de ambos, o que reitera as orientações da política da Capes.

O caráter multidisciplinar do PPG-MA permite uma interlocução profunda com a Antropologia, desde que tenha como ponto de partida -nesse campo específico de atuação- a relação entre os pares de opostos natureza-cultura, homem-meio e todo um cortejo de saberes e fazeres acadêmicos e não acadêmicos acionados a partir daí, que envolvem a transversalidade de ideias e conceitos tais como teia da vida, ator-rede, sustentabilidade, rede sociotécnica, manejo, meio ambiente, educação ambiental.

Trata-se, na verdade, de escolhas epistemológicas, teórico-metodológicas e de modelagens que sejam capazes de comprometer a todos nós humanos com os destinos do planeta e com o forjar de uma ética da tolerância que alie o global e o local, por meio de ações políticas que objetivem a manutenção de nosso maior patrimônio: a diversidade biológica e cultural. Com o desdobramento dessas escolhas, a academia teria que priorizar a formação de pensadores-cidadãos através do exercício permanente da reflexão crítica e do diálogo com a sociedade mais ampla.

As cartas foram elaboradas sob a égide desse ideário, aprofundado nos questionamentos e debates das disciplinas Seminários de Projetos I e II, no segundo semestre de 2009. Norteou o processo a abordagem teórico-metodológica, própria à antropologia das ciências e das técnicas, a qual se baseia: nos conceitos de simetria, híbrido e rede sociotécnica; potencial e limites dessa abordagem para análise de projetos técnicos e objetos científicos que provocam impactos ambientais; possível contribuição dessa mesma abordagem para as investigações em curso dos discentes do Programa de Pós-graduação em Meio Ambiente; problemas metodológicos presentes nas pesquisas dos discentes do Doutorado em Meio Ambiente.

Núcleo de Referência em Educação Ambiental

Universidade do Estado do Rio de Janeiro | Campus Maracanã
Rua São Francisco Xavier, 524 | Pavilhão João Lyra Filho
Faculdade de Educação, 12° andar, Bloco F, Sala 12.005
+55 (21) 2334-0824 / 2334-0825 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.