Slide 1

Atualizações Recentes

Nuredam/UERJ

Busca

Racionalidade ambiental: a reapropriação social da natureza

LEFF, Henrique. Racionalidade ambiental: a reapropriação social da natureza. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

A crise ambiental é um feito do conhecimento – verdadeiro ou falso - do real, da matéria do mundo. É uma crise das formas de compreensão, a partir do momento em que o homem surge como um animal habitado pela linguagem, o que faz com que a história humana se separe da história natural. O conhecimento tem desestruturado os ecossistemas, degradado o ambiente e desnaturalizado a natureza. As ciências se transformam em instrumentos de poder, poder este que se apropria da natureza e que é usado por alguns homens contra outros: o uso bélico do conhecimento e a superexploração da natureza. Entre as dobras do pensamento moderno emerge uma racionalidade ambiental que permite desvelar os círculos perversos, os aprisionamentos e os encadeamentos que amarram as categorias do pensamento e os conceitos científicos ao núcleo da racionalidade de suas estratégias de dominação da natureza e da cultura. Este livro traz esclarecimentos a respeito da racionalidade teórica, econômica e instrumental na banalização do mundo, até chegar ao ponto abismal no qual despenca a crise ambiental. Mostra as causas epistemológicas dessa crise e as formas de conhecimento que, ancoradas na metafísica e na ontologia, chegam a desestruturar a organização ecossistêmica do planeta e a degradar o ambiente. A racionalidade ambiental vai se constituindo ao contrastar-se com as teorias, o pensamento e a racionalidade da modernidade. Seu conceito foi sendo gestado na matriz discursiva do ambientalismo nascente, para ir criando seu próprio universo de sentidos. Este livro é a forja desse conceito. Consistente com a condição de saber ambiental, esta obra aspira a desconstruir a realidade opressora da vida. Abre portas para que sejam buscados outros caminhos, para lavrar territórios de vida, para encantar a existência, fora dos cercos de objetividade de uma razão de força maior que anule os sentidos da história.

Núcleo de Referência em Educação Ambiental

Universidade do Estado do Rio de Janeiro | Campus Maracanã
Rua São Francisco Xavier, 524 | Pavilhão João Lyra Filho
Faculdade de Educação, 12° andar, Bloco F, Sala 12.005
+55 (21) 2334-0824 / 2334-0825 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.