Slide 1

Atualizações Recentes

Nuredam/UERJ

Busca

Eder Jurandir Carneiro

Resumo

O trabalho identifica e analisa os atores da “sociedade civil” que estiveram envolvidos em conflitos ambientais no Estado do Rio de Janeiro entre 1993 e 2005. O texto discute o perfil do associativismo, as formas de organização adotadas pelos atores, o tipo de envolvimento ou papel desempenhado pelas entidades, o peso relativo da atuação das entidades e da mobilização dos moradores no conjunto dos casos relatados, a maior ou menor universalidade das concepções evocadas para caucionar discursos e posicionamentos. As estratégias adotadas pelos atores são discutidas com ênfase na “dialética” negociação/confronto que marca o desenrolar das lutas de tais atores em defesa dos significados e usos das condições naturais de que são portadores. Por fim, procura considerar os significados sociopolíticos dos conflitos descritos, relacionando-os às formas de apropriação capitalista das condições naturais, à qualidade das políticas públicas de provimento de condições ambientais saudáveis e às lutas pela apropriação de territórios que se travam entre populações pobres e movimentos conservacionistas.

Palavras-chave: conflito ambiental; entidades associativas; meio ambiente; Rio de Janeiro.

Núcleo de Referência em Educação Ambiental

Universidade do Estado do Rio de Janeiro | Campus Maracanã
Rua São Francisco Xavier, 524 | Pavilhão João Lyra Filho
Faculdade de Educação, 12° andar, Bloco F, Sala 12.005
+55 (21) 2334-0824 / 2334-0825 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.