Slide 1

Eventos recentes

Nuredam/UERJ

Busca

Fóruns

II Fórum Brasileiro de Restauração Ecológica e de Áreas Degradadas será realizado nos dias 13 e 14 de maio de 2015, na Universidade Federal de Viçosa na cidade de Viçosa, em Minas Gerais.

Com intuito de promover conhecimentos e experiência desenvolvidas na recuperação e degradação ambiental nos diversos Biomas Brasileiros, o evento pretende contribuir com a difícil tarefa de restauração desses biomas.

Buscar soluções práticas e casos de sucesso na recuperação e restauração de áreas degradadas, bem como promover discussões que permitam avançar no desenvolvimento de modelos úteis para as atividades impactantes de mineração, urbanização, construção de estradas, barragens e atividades agropecuárias, florestais e industriais.

Definir planos de ação para proteger os recursos do solo e promover a conscientização em relação à importância deste recurso natural, uma vez que a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (ONU/FAO) elegeu 2015 o Ano Internacional do Solo enfatizando a preocupação mundial com a degradação do solo e a consequência do impacto na produção alimentar, na geração de energia e nas mudanças climáticas e globais.

Objetivos

» Promover um fórum de discussão sobre os atuais problemas relacionados à restauração ecológica, áreas de preservação ambiental, reserva legal e áreas degradadas;

» Discutir a metodologia e o desenvolvimento de modelos e ferramentas adequadas para restauração de áreas degradadas, considerando as diversas situações e biomas ocorrentes no Brasil;

» Promover a difusão entre pesquisadores, poder público e o terceiro setor, afim de minimizar os problemas e apontar novas soluções ;

» Desafios futuros da restauração ecológica frente às mudanças globais; 

» Planejamento e políticas públicas para recuperação e restauração ecológica e de áreas degradadas; 

» Conhecer alguns mecanismos para contrabalancear os Impactos sofridos pelo meio ambiente e criar técnicas para restauração dos biomas brasileiros;

» Aumentar a conscientização sobre a importância do solo para a segurança alimentar e sobre suas funções essenciais para o funcionamento dos ecossistemas.


Prédio do Centro de Ciências Humanas (CCH) - UNIRIO
Auditório Paulo Freire
Av. Pasteur, 458, Urca.

Programação

8h - Inscrições

9h - Mesa de Abertura - Carlos Frederico Loureiro (LIEAS/UFRJ) e Celso Sanches (Del Sur/Unirio)

10h - Mesa 1 - A Educação Ambiental entre a Hegemonia e a Contra Hegemonia.

13h - Intervalo para almoço

14h30 - Mesa 2 - Educação Ambiental e Justiça Ambiental: territórios em disputa.

17h - Confraternização

Toda a programação está no cartaz e a divulgação está sendo realizada nas universidades, redes, listas de e-mail e através do facebook: 

 

Anúncio ocorreu durante a edição deste ano do evento, realizado na Suécia

 

O Brasil foi escolhido para sediar a edição 2014 do Fórum Global IPLA sobre Gestão de Resíduos Sólidos, promovido anualmente pela Parceria Internacional para Expansão de Serviços de Gestão de Resíduos para Autoridades Locais (IPLA), um programa mantido pela Comissão das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Regional (UNCRD). 

O anúncio, feito durante o Fórum deste ano – realizado entre os dias 9 e 11 de setembro na cidade de Boras, na Suécia –, teve como representantes do Brasil Silvano Silvério da Costa, presidente da AMLURB – Autoridade Municipal de Limpeza Urbana de São Paulo; e Carlos Silva Filho, diretor executivo da ABRELPE – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais, que atua como secretaria sub-regional da IPLA na área sul da América Latina.

“Um dos motivos que levou a IPLA a eleger o Brasil como sede do próximo Fórum é o fato de que o País também vai sediar no ano que vem o Congresso Mundial da ISWA, um dos mais importantes eventos de resíduos sólidos do mundo. Outro fator que influenciou na decisão foi a nossa Política Nacional de Resíduos Sólidos que, na visão da ONU, é uma legislação bastante moderna e ambiciosa para avançarmos rumo a uma gestão sustentável de resíduos, servindo de exemplo para o restante da América Latina e para outros países em desenvolvimento”, declara o diretor executivo da ABRELPE.

As discussões do Fórum Global da IPLA resultam em um documento aprovado pelos membros da entidade que define metas a serem cumpridas por eles. “O teor da resolução final deste ano foi no sentido de que somente através de parcerias vamos conseguir alcançar uma melhor gestão de resíduos. Por isso, é fundamental o comprometimento das partes envolvidas no encaminhamento dos projetos de Parceria Público-Privadas para disponibilizar soluções perenes e duradouras”, explica Silva Filho.

Além de São Paulo e Curitiba, também estavam representadas no Fórum promovido na Suécia cidades como Bangkok, Quito, Bogotá, Bangladesh, Gotemburgo e Shanghai. Entre os casos de sucesso apresentados, destaque para o de Boras, que sediou o evento. Segundo dados da autoridade de limpeza urbana local, apenas 4% dos resíduos são encaminhados para aterros sanitários, que também geram o gás metano empregado como combustível para abastecer a frota de ônibus, táxis e caminhões de coleta de resíduos.
 
Fonte: Abrelpe

Criado através da Resolução 225/2003, pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, o Fórum tem como objetivo promover a interação entre as entidades da sociedade civil organizada, as universidades e o poder público, estimulando em caráter permanente o debate de propostas e ações que contribuam para o desenvolvimento social e econômico da população fluminense.

www.querodiscutiromeuestado.rj.gov.br

Apresentação

Nos últimos anos temos presenciado um intenso debate sobre os rumos da economia mundial. Crises cíclicas e contínuas têm aglutinado interesses na busca de um novo modelo de interação humana e com o ambiente. O atual sistema econômico impõe-se numa posição central e tem resultado em mais de dois séculos de produção em grande escala que poderia trazer o bem estar humano. No entanto, a lógica da acumulação individual tem gerado fome, miséria, grandes conflitos e uma total exaustão dos recursos naturais, em particular e da condição da vida, em geral. Adotamos a premissa de que atender as necessidades humanas - nem sempre tão necessárias - é uma primazia, em detrimento de qualquer ética em relação à vida como um todo. A produção em larga escala e o consumo intensivo não trouxe felicidade para os coletivos, mas sim um sentimento de disputa e desconfiança entre os humanos e um total descompromisso para com a vida de todo planeta.

 

Proposta

O IX Fórum de Educação Ambiental, organizado por alunas e alunos do curso de Pedagogia e PPGMA, pretende trazer um questionamento para toda a sociedade sobre o que está posto e aquilo que se apresenta como possibilidade de construção conjunta sobre o equacionamento de problemas socioambientais. O respeito à vida de todo planeta e a promoção de práticas de não violência estão relacionados de que forma aos hábitos de consumo da atualidade? Uma vez que o homem se desenvolve no meio social, através da interação e da educação, urge criarmos condições para que esse meio favoreça os princípios de cooperação, solidariedade, diálogo, tolerância, entendimento e respeito nas diversas esferas sociais, permeado por uma atmosfera que favoreça a paz.

 

Objetivo

Pretendemos, assim, fomentar um canal de diálogo entre diferentes saberes e, através deles, encontrarmos um caminho conjunto que satisfaça nossas necessidades não só materiais, mas também sociais, culturais e espirituais.

Data

17 de outubro de 2012 - 9h

 

Local

Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Campus Maracanã, 12º andar, bloco F.

 

Programação

Auditório 113 -11º andar
8:00h – Credenciamento e escolha das oficinas
9:00h - Abertura do evento
10:00h a 12h – Mesa redonda
  • Participantes da mesa:
  • Maria Aparecida Lopes Nogueira – UFPE
  • Carlos Frederico Bernardo Loureiro- UFRJ
  • Fatima Kzam Damaceno de Lacerda - UERJ
  • Israel Felzenszwalb - UERJ
12 às 14h – Intervalo para almoço
14 às 17h - Apresentação de pôster
14 às 17h - Apresentação de oficinas com 50 minutos de duração cada: inscrição prévia
  • Uso de Jogos na Educação Ambiental
  • Rosemary Sampaio Godinho
  • Roseantony Rodrigues Bouhid

  • Criação e Produção de Roteiros de Peças Teatrais para Educação Ambiental
  • Roseantony Rodrigues Bouhid
  • Joana Macedo
  • Rosemary Sampaio Godinho
  • Wagner Silva

  • Produção de Informativos para a Educação Ambiental
  • Roseantony Rodrigues Bouhid
  • Joana Macedo
  • Marcos Tertuliano

9 às 19h – II Feira de trocas Desapegue-se: Hall do 12º andar
18h – Encerramento com evento cultural no hall do 12º andar

 

Inscrição

A inscrição é gratuita e poderá ser feita através do e-mail This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it., com o assunto INSCRIÇÃO, até o dia 14 de outubro de 2012, ou no local e dia do evento. O corpo do e-mail, deverá conter as seguintes informações:
Nome:
Instituição de ensino:
Curso:
Telefone:
E-mail:
  • As oficinas são:
  • Uso de Jogos na Educação Ambiental
  • Criação e Produção de Roteiros de Peças Teatrais para Educação Ambiental
  • Produção de Informativos para a Educação Ambiental
 

Normas para submissão de trabalhos

Os trabalhos submetidos serão em forma de resumo, enviados para o e-mail do fórum: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it. com o assunto RESUMO, acompanhado do nome de um dos autores, até 30 de setembro.
Serão apresentados na modalidade Pôster.
Os textos dos resumos devem conter 300 palavras, título com até 14 palavras, o texto deve estar em Word, fonte Time New Roman, tamanho 12, espaçamento simples. Deve conter no resumo, nome do autor, podendo haver um co-autor, filiação institucional abaixo do tíluto, lado direito.
O pôster deve ser no tamanho 90cm (largura) x 1,10m (altura). Deverá conter: introdução, objetivo, metodologia e conclusão.

Comissão organizadora

Ana Claudia Santos Silva
Emília Madalena de Sena Martins
Flávia Mesquita Bernado da Silva
Nathália Araújo e Silva
Priscila Primo Nascimento
Danielle Gomes Rodrigues
Rejane Peres Neto Costa
Liliane Machado Vieira
Juliana Linhares de Oliveira

 

Comissão Científica

Profª Drª Fatima Teresa Braga Branquinho
Rosemary Sampaio Godinho
Roseantony Rodrigues Bouhid
Joana Macedo
Marcos Tertuliano
Wagner Silva
Prof. Dr. Israel Felszenwalb

 

Desapegue-se: II Feira de trocas

Sabe aquele livro, cujo a leitura nos encantou em determinado momento da nossa vida, mas que agora se encontra pegando poeira na estante? Sabe aqueles textos, livros ou documentários que contribuíram muito para nossa formação, mas que agora estão arquivados para o dia em que, por ventura precisarmos, mas que acabam nunca sendo usados? E aquele filme que assistimos até cansar? E o CD de música que curtimos muito um dia, mas que hoje até esquecemos que existe? Sabe o que você pode fazer com eles?

 

Vamos abrir espaço para as coisas diferentes

Nesta feira poderão ser trocados CDs, DVDs, livros, revistas e textos fotocopiados. A feira acontecerá de dois modos:
  • 1º Você poderá trocar um objeto seu por outro de nosso acervo.
  • 2º Você poderá sugerir a troca de um objeto seu à outra pessoa que possua algo de seu interesse.
É importante ressaltar que a feira de trocas é uma atividade que envolve dois dos três R’s Ecológicos: a Redução de Consumo e o Reaproveitamento. Estas são as principais bandeiras de preservação da Terra. A troca é também uma atividade sustentável, porque contribui para a tecitura de novas relações dos seres humanos entre si, na medida em que o ato de trocar pressupõe diálogo. Diferentemente do ato de comprar, a troca envolve conexão com o outro, atenção e interação.

 

Divulgação

O evento ocorrerá durante o IX Fórum de Educação Ambiental organizado por alunos da Pedagogia e PPGMA: o que o consumo e a cultura da paz têm a ver com o ambiente?
Horário: de 9 às 19h
Local: Hall 12º andar
Contamos com a sua participação!
 
Maiores informações em www.forumambiental.uerj.br

Núcleo de Referência em Educação Ambiental

Universidade do Estado do Rio de Janeiro | Campus Maracanã
Rua São Francisco Xavier, 524 | Pavilhão João Lyra Filho
Faculdade de Educação, 12° andar, Bloco F, Sala 12.005
+55 (21) 2334-0824 / 2334-0825 | This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.